Posts Tagged ‘Ralf Moeller

29
Ago
09

Alone in the Dark 2 – Fate of Existence (2008)

Alone_In_The_Dark

Ainda dizem que os filmes do Uwe Boll não fazem sucesso. Ok, eu sei que isto é da produtora dele. Edward Carnby junta-se a Abner Lundberg para dar caça a uma bruxa milenar, de nome Elisabeth Dexter. Bruxa essa que consegue saber onde estão os nossos hérois quando estes, em seus sonhos, olham para um espelho. O filme é mau, o argumento é pior, mas se se gostar da série de videojogos, até que se consegue ver o filme. De Michael Roesch e Peter Scheerer, com Rick Yune, Rachel Specter, Lance Henriksen, Ralf Moeller, Bill Moseley, Danny Trejo, Michael Paré, Zack Ward e Allison Lange.

Anda cá, quero chumbar-te esses dentes. Vêm cá bruxita

Anda cá, quero chumbar-te esses dentes. Vêm cá bruxita

uwe-boll-thumbs-up

Nem com Glenfiddich 1937 isto marcha

Reblog this post [with Zemanta]
13
Abr
09

Seed (2007)

seed

Seed é um filme soberbo. Relativamente as más críticas que o filme recebeu, elas são infundadas. A mestria de Uwe Boll é aqui demonstrada. O filme baseia-se livremente  nalguns factos reais. Segundo a lei, quem sobreviver durante 45 segundos, por três vezes, a um choque de 100.000 Volts, poderá ser novamente libertado. Por defeito da cadeira e talvez pela vontade de viver, Seed sobrevive e começa novamente a matar, mas desta vez, a vingar-se de quem o julgou, condenou e electrificou. Com momentos sublimes a nível de tensão e de terror, Seed torna-se num clássico obrigatório do género. Com Michael Paré, Ralf Moeller, Will Sanderson, Andrew Jackson e Jodelle Ferland.

uwe-boll-thumbs-up3

Reblog this post [with Zemanta]

10
Mar
09

Far Cry (2008)

far_cry_posterRalf Moeller com poderes sobre-humanos e Udo Kier no papel de um médico lunático que faz experiências numa ilha. Só isto é o suficiente para nos levar a ver Far Cry, mais uma adaptação de jogo do génio alemão Uwe Boll, que aqui está algo longe de um trabalho genial, longe dos seus mais recentes sucessos mas que no entanto consegue sacar um filme de acção aceitável, se só virmos as cenas com Udo Kier e Ralf Moeller. Temos ainda como bónus as participações de Michael Paré e Don S. Davis. Vai ganhar pó para a estante de acção.

uwe-boll-thumbs-up

Mais vale ver o programa do Goucha

Reblog this post [with Zemanta]
01
Mar
09

Monstro Sagrado: Sven-Ole Thorsen

sven

Como é dia 1 vamos iniciar uma nova rubrica: Monstro Sagrado. Nesta rubrica vamos desvendar alguns dos mitos vivos do cinema que por uma ou vinte razões não são reconhecidos como mestres na 7ª arte. O homem que tem a honra de abrir este novo espaço é nada mais nada menos que o Sven-Ole Thorsen.

Sven-Ole Thorsen é um actor/duplo dinamarquês com uma carreira de 30 anos no cinema contando com mais de 60 participações em filmes que todos conhecemos e adoramos. Como amigo culturista do governador da California no início dos anos 80 entrou no clássico de John Milius, Conan The Barbarian e repetiu a participação na sequela, Conan The Destroyer. Participou ao longo da carreira em vários filmes com o governador da California mas ficará para sempre marcado pelo papel de Lt. Michael ‘Tank’ Ellis na série de ficção científica Captain Power and the Soldiers of the Future onde deitava paredes abaixo e disparava armas lasers contra inimigos virtuais num espetáculo visual ainda hoje difícil de digerir, tal era a inovação no pequeno ecrã. Conta ainda com participações em êxitos como Lethal Weapon, George of the Jungle, The Quick and the Dead, Eraser, End of Days e finalmente Gladiator, filme que lhe valeu 2 prémios Taurus, no papel do imponente Tigris, na edição inaugural destes prémios.

Não se deixando levar pelo glamour das luzes mais brilhantes de Hollywood entra também em várias produções de baixo orçamento como Abraxas, Guardian of the Universe, Mallrats, The Viking Sagas onde contracena com Ralf Moeller, Kull the Conqueror e Route 666. Muitos não saberão ainda de um outro papel importante na carreira que passa despercebido em Dragon: The Bruce Lee Story onde faz o papel do demónio nos pesadelos de Bruce Lee.

Hoje a entrar na terceira idade Sven escreveu uma auto-biografia Stærk mand i Hollywood (Strong man in Hollywood) que esperamos que seja traduzida pelo menos para inglês (e quando o for daremos aqui notícia disso) de forma a conhecer melhor este gigante dinamarquês, um verdadeiro monstro sagrado do cinema.

Reblog this post [with Zemanta]
28
Fev
09

Postal (2007)

postal_movie_posterUwe Boll auto proclamou-se um génio com Postal, e a verdade não andará longe disso. Neste delírio extravagante do realizador alemão há um pouco de tudo, desde talibans a nazis, passando por rednecks e hippies, e ainda um esquadrão de Bikini Bandits. Um elenco de luxo constituído por Michael Paré, J.K. Simmons, Ralf Moeller, Dave Foley, Verne Troyer e Zack Ward. Esta comédia é a verdadeira masterpiece de Uwe Boll, e demonstra que é incompreendido da crítica e do público em geral. Resta mencionar que mais uma vez este filme é uma adaptação do popular jogo com o mesmo nome, do qual apenas ficámos com pena de não termos Gary Coleman e gatos em chamas a correr por Paradise.

uwe-boll-thumbs-upRapte a filha do projeccionista para arranjar uma cópia pirata




Maio 2017
S T Q Q S S D
« Mar    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Useful Links