Posts Tagged ‘Quentin Tarantino

26
Nov
09

Four Rooms (1995)

Twelve outrageous guests. Four scandalous requests. And one lone bellhop, in his first day on the job, who's in for the wildest New year's Eve of his life.

Não existem palavras para definir o que este filme provocou na minha vida. Four Rooms é sem sombra de dúvida um filme assombroso  também experimental. Dividido em quatro histórias, que se desenrolam numa noite de passagem de ano e tendo como figura principal Tim Roth num dos seus melhores desempenhos, a meu ver. Começamos com o velho Sam, o antigo paquete do hotel a ensinar os truques da sua arte ao seu novo aprendiz/substituto. Nada fazia crer a Ted que uma das mais loucas e estonteantes noites da sua vida se aproximava.

1 – Suite Lua-de-Mel: A primeira história centra-se numa convenção de bruxas que toma a suite Lua-de-Mel, tentando trazer de novo à vida a sua heroína, que se tinha transformado em pedra, naquela mesma suite e naquela mesma noite, fazia quarenta anos. O nosso inocente paquete é chamado ao quarto em virtude de ele ter uma coisa que é necessária para que o bruxedo tenha sucesso. Querem saber o quê, vejam o filme.

2 – Quarto 404 : O nosso paquete recebe uma chamada por parte de uns foliões, que precisam de gelo para a farra, mas que indicam o quarto 404, como sendo o local onde se encontram. O paquete, ao entrar no quarto depara-se comuma mulher amordaçada e com um homem em boxers e de fusca na mão. Pelos vistos é o marido da mulher amordaçada a tentar apanhar o amante da esposa, que por acaso se chama Ted. Como é lógico, desenrola-se logo um ambiente de cortar a faca, embora pouco a pouco descobrimos ser puramente um jogo de sado-masoquismo.

3 – Os Mal Comportados: Sem sombra de dúvida, o meu preferido. Um casal, que possui um casal de filhos, está hospedado no hotel e prepara-se para passar a noite a divertir-se. Mas como realmente pretendem divertir-se, decidem deixar os pestinhas no quarto. É então que o pai, que após ter pedido uma garrafa de champanhe, pede ao nosso paquete que tome conta das crianças por 500 dólares. Ted aceita e vai descobrir o que é o inferno dentro de um quarto. Desde passarem quase todo o tempo a cheirar os pés, a meter no bucho tudo o que é bebida, o puto mal nos descuidamos está de cigarro na boca, jogar aos dardos com uma seringa e um quadro de hotel até ao desenlace final é sem querer entrar em favoritismos, genial.

4 – Penthouse: Aqui se vai desenrolar a história final. Um produtor de hollywood está hospedado na Penthouse com os amigos e decide ter um Juiz final na aposta que pretende levar acabo. Cabe ao nosso querido Ted ser esse mesmo Juiz. É também muito bom este trecho

Em jeito de finalizar, poderão pensar que o inicio parece ser fraco indo finalizar muito bem. As 2 primeiras histórias são sem dúvidas muito menosprezadas, também em virtude de que as 2 finais tiveram a mão a nível de argumento e de realização de dois pesos pesados como Robert Rodrigues e Quentin Tarantino. Recomendado. De Allison Anders, Alexander Rockwell, Robert Rodrigues e Quentin Tarantino. Com Sammi Davis, Amanda De Cadenet, Valeria Golino, Madonna, Ione Skye, Lili Taylor, Alicia Witt, Jennifer Beals, David Proval, Antonio Banderas, Lana McKissack, Patricia Vonne, Tamlyn Tomita, Danny Verduzco, Salma Hayek, Paul Calderon, Quentin Tarantino, Lawrence Bender, Kathy Griffin, Quinn Thomas Hellerman, Marc Lawrence, Unruly Julie McClean, Laura Rush, Paul Skemp, Marisa Tomei, Tim Roth, Kimberly Blair, Russell Vossler e Bruce Willis.

P.S.: De referir que Madonna ganhou um Razzie com o seu papel no filme. É sempre um orgulho.

Sim, juro. Os directores da Asylum disseram o seu nome aquando da reunião que aqui tiveram

 

Anúncios
05
Set
09

Inglourious Basterds (2009)

inglourious-basterds1

Mais um delírio de Quentin Tarantino, e desta vez a redacção em peso do SHV foi à estreia em Portugal. Logo nos minutos iniciais, começam as referências cinematográficas, a que Tarantino nos vem habituando, particularmente nesta década. Se por um lado, é interessante ver um filme de Tarantino como uma espécie de questionário sobre cinema, por outro já tenho saudades do regresso à ficção urbana que Tarantino produziu durante a década de 1990. Brad Pitt é o Tenente Aldo Raine, líder dos “Basterds”, um grupo de que tem como objectivo infiltrar-se em território ocupado pelos nazis, e coleccionar escalpes destes. Com esta premissa partimos para uma violenta caracterização da 2ª Guerra Mundial, com muitos momentos de humor negro e com o sempre excelente ênfase no diálogo que Tarantino apresenta, desta vez com as várias línguas da guerra: alemão, francês, inglês-americano, inglês-britânico e ainda italiano, com o seu melhor intérprete no Coronel Hans Landa (Cristoph Waltz), que é simplesmente genial. De resto a história é bastante linear, não tendo grandes surpresas ao longo do filme, que segue o seu ritmo sem muitos sobressaltos e a tiro de metralha. Uma pequena desilusão para a redacção, mas apenas porque Tarantino já nos habituou mal. Conta ainda com Eli Roth, Mélanie Laurent, Til Schweiger, Diane Kruger, Mike Myers e B. J. Novak.

Era só para dizer que vou à final do Chuva de Estrelas a interpretar o Johnny Tempest!!

Era só para dizer que vou à final do Chuva de Estrelas a interpretar o Johnny Tempest!!

Rapte a filha do projeccionista para arranjar uma cópia pirata


Reblog this post [with Zemanta]
22
Maio
09

Sukiyaki Western Django (2007)

sukiyaki-western-django

An epic tale of blood, lust and greed.

Ao visionar este filme, de certeza que irão sentir na pele as emoções que sentiriam ao visionarem um filme de Sergio Leone, de Sergio Corbucci, John Ford, Akira Kurosawa ou mesmo de Sam Peckinpah. Takashi Miike, tenta homenagear, a sua maneira, todos aqueles que fizeram dos filme do faroeste, os classícos que são hoje. Após os créditos julgamos estar perante mais uma versão do Per un Pugno de Dollari, mas a medida que vamos avançando na história, verificamos que não existem cópias, mas sim homenagens a grandes obras. Il Buono, Il Bruto e Il Cattivo, The Wild Bunch, Il Grande Silenzio, Stagecoach são homenageados. Mas proventura irá ficar mais na retina a homenagem a Django. Mas verifica-se, em certos promenores de imagem e do argumento o que de humor, de surreal e de horror que Miike possui. (delirante a cena de tentar segurar a espada com as mãos e estar a bater palmas com a espada enfiada na cabeça). Tenho a certeza absoluta que se irá tornar um filme de culto. A presença de Quentin Tarantino, logo no inicío dáo o mote para aquilo que o filme se vai tornar.

uwe-boll-thumbs-up3

Reblog this post [with Zemanta]
30
Abr
09

Quel Maledetto Treno Blindato aka The Inglourious Bastards (1978)

c18e0335b73aaafb3330826035e5faa6

Whatever the Dirty Dozen did they do it dirtier!

É por isto que adoro cinema. Se bem conheço Mr. Quentin Tarantino, a sua versão deste filme ainda vai ser mais apurada. Isto é uma obra-prima do cinema, temos humor, sexo, acção, aventura, drama e suspense. Temos uma cambada de patifes que durante a II World War são presos e condenados a tribunal militar, mas obra do destino conseguem evadir-se e tentam a fuga para a Suíça, para passar o resto de seus dias a ouvir cantos em Tirolês, comer chocolates, arranjar relógios de cuco e fazerem de pastores de purple cows. Mas após as suas desventuras pelo meio da França, são confrontados com uma missão em que se podem redimir de seus crimes passados. A história sempre nos ensinou que os heróis estão sempre onde menos se espera. De Enzo G. Castellari, com Bo Svenson, Fred Williamson, Peter Hooten e Michael Pergolani.

Rapte a filha do projeccionista para arranjar uma cópia pirata


Reblog this post [with Zemanta]
09
Abr
09

Hell Ride (2008)

1222

The rebellion against all there is

Realizado, escrito e interpretado por Larry Bishop, Hell Ride é mais um abalo nas fundações que o cinema possui, não fosse o filme produzido pelo Sr. Quentin Tarantino. Aqui vemos mais uma história a la Tarantino, com flashbacks, com twists, com diálogos rápidos e cheio de surpresas. Hell Ride surpreende derivado a que agora tudo se passa no desert heat, ao longo da route 66, com dois Gangues de motards. The Victors e os Six, Six, Six andam em guerra desde o dia 4 de Junho de 1976 e desde lá juraram morte uns aos outros. Com pescoços cortados e uma rega de gasolina, alguns problemas desaparecem. É um filme que aconselho a ver. Com as participações de Michael Madsen, Eric Balfour, Vinnie Jones, Leonor Varela, Francesco Quinn, David Carradine e Dennis Hopper. Um filme a não perder.

Rapte a filha do projeccionista para arranjar uma cópia pirata

Reblog this post [with Zemanta]



Setembro 2017
S T Q Q S S D
« Mar    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Useful Links