Posts Tagged ‘Manol Manolov

12
Jul
09

Shark Attack 3: Megalodon (2002)

Sharkattack3

Para acabar em grande a nossa Shark Week, deixámos o melhor. O grande final da saga Shark Attack, agora com um tubarão em versão XXXXL, o Megalodon. Este mítico bicharoco que se pensava extinto afinal aparece de novo alegremente a nadar pelas águas do Pacífico, e com uns filhotes para ajudar à festa. A saga mudou-se agora para a costa mexicana da Baja California, em vez da África do Sul, onde se passaram os dois primeiros episódios. Jenny McShane regressa, depois de ter participado no filme original, mas é curioso ver que a rapariga, que uns anos antes nem tinha sido assim tão má, desta vez até as cenas que devia estar chocada, parece que se deixa rir, ajudando a criar todo o ambiente edwoodesco que rodeia este clássico.

As piadas de cariz sexual são mais que muitas, e muitas delas geniais, tendo o seu auge na mais famosa frase de engate do cinema lançada por Ben Carpenter (John Barrowman) a Cataline Stone (Jenny McShane). O realizador David Worth, que tem mão na direcção de fotografia também, dirige magistralmente a câmera para a nudez feminina (uma novidade bem vinda nesta saga) e principalmente para as excelentes mudanças de cena, a começar por grandes planos dos seios da Jenny, só porque sim.

O som, esse não podia ser melhor. Lipsync inexiste na pós-produção, sotaques manhosos, que me deixam a pensar que mesmo com 90% do elenco sendo de nacionalidade búlgara (Manol Manolov volta a participar como grip, que tambem faz em Shark in Venice, esqueci-me de mencionar), quem fez o voice over também devia ser búlgaro tal a qualidade do ingles falado (a Nu Image Films gosta muito de filmar na Bulgária, tenho que descobrir porquê). Os mais atentos também serão capazes de encontrar umas inconsistências no tamanho do tubarão, mas nesta altura já vale tudo.

Shark Attack 3 é um filme sempre em alta rotação, com excelentes filmagens aproveitadas de muitos anos de documentários da National Geographic e Discovery Channel, mas o melhor passa-se mesmo fora de água, onde os actores são divinais e fazem com que durante estes 90 minutos, o espectador se sinta no Olimpo dos filmes (filmes, não cinema). Este é o filme que eu gostava de ter feito. Imperdível!

Eh pah este filme e tao alucinante que ate nos poem a andar em submarinos amarelos!

Eh pah este filme e tao alucinante que ate nos poem a andar em submarinos amarelos!

uwe-boll-thumbs-up

Reblog this post [with Zemanta]
07
Jul
09

Shark In Venice (2008)

sharkinvenice

Mais uma localização improvável para tubarões – Veneza. Pois é anda a gente muito a bem a tirar um retrato na Praça de São Marcos e de repente salta um predador dos mares da água e leva-nos metade do corpo. Se não acreditam vejam este filme. Stephen Baldwin é David Franks, um oceanógrafo que é chamado a Veneza após a morte do seu pai, que mergulhava nos canais numa expedição patrocinada por uma universidade , de San Francisco penso eu, uma vez que mostram a Golden Gate no início, em busca de um tesouro perdido. A acompanhar o senhor do clã mais numeroso do grande ecrã temos uma menina que também pertence a um clã, Vanessa Johansson, nada mais nada menos que a mana mais velha da Scarlett com o mesmo apelido (e esta todos sabemos quem é certo?). Não posso deixar de referir que todo este filme mistura Jaws com Indiana Jones, são demasiadas as cenas reminiscentes do arqueologista mais famoso do cinema, desde a interrupção duma aula às armadilhas nas caves de Veneza. Mas falemos de tubarões, porque afinal é por causa deles que vi isto. Há dois tipos de cenas com o bicho mais temido do mar, as roubadas à National Geographic e Discovery Channel e as de CG. As cenas reais são bastante bem usadas aqui, até parece que é verdade que os vários extras que vão morrendo ao longo do filme estão a ser esventrados para a câmera. Quanto ao CG é possivelmente o mais ridículo de sempre, pelo menos consegue bater o Captain Power and the Soldiers of the Future, desde que o revi há uns anos (quando tinha 8 anos parecia melhor). Pelo meio temos Giacomo Gonella como mafioso, um capitão Bonasera, um rapto digno de uma missão no Splinter Cell que dá para o torto e uma batalha final que parece um mapa de assalto do Counter Strike.

sharkinvenice_still

Ora deixa lá ver o que diz aqui no Shark Hunting for Dummies.

Mais vale ver o programa do Goucha

PS -Obrigado ao Pedro por me ter apontado esta pérola

Reblog this post [with Zemanta]
11
Maio
09

In Hell (2003)

wrjpzs_in_hell

Rage unleashed.

Para aqueles que estão a pensar que foi neste filme que Jean-Claude Van Damme decide ir arrear no Diabo, esqueçam. In Hell Passa-se numa prisão Russa. Van Damme é um engenheiro Americansky, que está a ajudar a modernização da metalurgia russa. (papel importante, não acham? Daqui a pouco é presidente dos States) Entretanto, um ladrão assalta-lhe a casa e mata a mulher do Van. Num julgamento onde os Rublos falam mais alto, o ladrão é ilibado, e Van, ao mais alto estilo red neck texano, faz justiça, enchendo o lombo do ladrão de chumbo. Assim ele vai conhecer a realidade de uma prisão russa (não se compara as turcas). Aqui Van Damme começa a ser saco de pancada para os capangas da máfia russa. Após levar na tromba umas 7 ou 15 vezes, eis que ao mais puro estilo que ele nos habituou, começa a treinar e a combater, em lutas combinadas pelo director da choça. Como vêem, um filme de Van Damme ao seu nível. De Ringo Lam, com Lawrence Taylor, Lloyd Battista, Carlos Gómez e Manol Manolov. A ver se não tiver mais nada que fazer.

Mais vale ver o programa do Goucha


Reblog this post [with Zemanta]



Maio 2017
S T Q Q S S D
« Mar    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Useful Links