Posts Tagged ‘Kiefer Sutherland

15
Out
09

Mirrors (2008)

There Is Evil........On The Other Side

There Is Evil........On The Other Side

Ok, podem começar por dizer, “Ah e tal  isso é um remake de um filme asiático”, ao que eu respondo, a ideia é, mas Alexandre Aja teve a gentileza de conseguir dar uma volta ao argumento para o tornar original. Poderei parecer um pouco tendecioso ao afirmar que provavelmente estamos perante um dos melhores filmes de 2008, tanto a nível de terror como de thriller. É de louvar o regresso ao grande ecrã e logo pela porta grande de um actor do calibre de Kiefer Sutherland. Após o seu merecido reconhecimento através da série 24 (da qual estamos a preparar um post), Kiefer surpreende a todos os níveis. Ben Carson é um ex-detective da polícia, que após um acidente, em que fere mortalmente um policia, é afastado e decide começar a trabalhar como segurança para uma empresa que guarda um autêntico palácio no meio da Big Apple. Carson, pouco a pouco, começa a perceber que existe qualquer coisa de estranho nos espelhos dessa mesma casa. Decidido a descobrir o que realmente ali se passa, cria-se um atmosfera de cortar à faca. Acreditem, quando vos digo que tem um dos finais mais surpreendentes que já vi. De Alezandre Aja, com Kiefer Sutherland, Paula Patton, Cameron Boyce, Erica Gluck, Amy Smart, Mary Beth Peil, John Shrapnel, Jason Flemyng, Tim Ahern, Julian Glover, Josh Cole, Ezra Buzzington, Aida Doina, Ioana Abur e Darren Kent.

Oh não. É um contrato para trabalhar para o Hallmark Channel.

Oh não. É um contrato para trabalhar para o Hallmark Channel.

Rapte a filha do projeccionista para arranjar uma cópia pirata


Reblog this post [with Zemanta]
Anúncios
09
Maio
09

The Three Musketeers (1993)

3325f1
They’re Scoundrels, Playboys, Outlaws . . . The Greatest Heroes Who Ever Lived.

Provavelmente uma das obras mais adaptadas ao cinema, vemos aqui uma versão daquele povo que vive no Castelo da Cinderela. É com certeza uma das mais lucrativas, já que conta com um elenco de luxo. Kiefer Sutherland, após ser abandonado por Julia Roberts e muito tempo antes de começar a ter o dia mais longo da sua vida, é Athos. Oliver Platt sem ser muito conhecido e antes de caçar crocodilos tamanho submarino nuclear russo e andar a fugir ao Klu Klux Klan é Phortos. Charlie Sheen após brincar aos cowboys e antes de brincar ao Top Gun e ao Rambo é Aramis. Depois temos um tal de Chris O´Donell, que viria a ser o namorado de Batman (o Robin, para quem não sabe) em duas entregas é D´Artagnan. Do outro lado do bem temos um actor que iria “literalmente” matar Brandon Lee em o Corvo, sendo aqui uma personagem com nome de queijo, Rocheford, Michael Wincott. Temos uma actriz que antes de ter A Mão que Embalar o Berço, é aqui uma tal Milady de Winter, Rebecca de Mornay e o sempre surpreendente e igual a si próprio Tim Curry, como Cardeal Richelieu. Pelas mãos de Stephen Herek, vemos mais uma versão da tipica história que todos nós conhecemos. A ver

Arranje um emprego como vendedor de pipocas para ver o filme no cinema


Reblog this post [with Zemanta]
01
Maio
09

Monstro Sagrado: Lou Diamond Phillips

loudiamondphillipsLou Diamond Phillips, ou simplesmente LDP, é um actor americano, que no entanto tem ascendente filipino, espanhol, britânico, havaiano, chinês, japonês e cherokee, numa mistura explosiva que lhe dar um ar que serve para fazer todo o tipo de papéis. Ficou conhecido na década de 80 com os sucessos La Bamba (1987), Stand and Deliver (1988) com o qual recebeu um Independent Spirit Award para melhor actor secundário e ainda uma nomeação para um Globo de Ouro. La Bamba aliás confunde-se com Lou “Crazy” Diamond, e é o mais conhecido filme dele, sem qualquer dúvida. Lou entrou também em grandes sucessos de Hollywood como por exemplo Young Guns (1988) e Young Guns II (1990) e Courage Under Fire (1996), mas é na divisão mais baixa em termos orçamentais que Lou dá cartas com sucessos como Bats (1999), Route 666 (2001), Red Water (2003) e o velhinho Interface (1984). Mas não só pelo cinema este homem se fica. Faz valer-lhe o curso de Drama que tirou na prestigiada Universidade do Texas em Austin e protagonizou algumas peças na Broadway, mais notavelmente The King and I, pela qual foi nomeado para o Tony para melhor actor em 1996, e ganhou o Theatre World Award e  o New York Outer Critics Circle Award for Outstanding Broadway Debut of an Actor.

O multifacetado Lou aventurou-se ainda na realização com dois filmes em 1994: Sioux City e Dangerous Touch que pouco sucesso fizeram. Sem desistir Lou regressa agora com um novo projecto feito para o canal Hallmark, esse poço sem fundo de grandes produções, com Love Takes Wing, que realiza e protagoniza, aproveitando ainda para meter a famelga toda no filme, (3ª mulher e as filhas).

De notar ainda um momento importante na carreira do senhor La Bamba, em 2001, quando contracenou novamente com o seu amigo das cóboiadas Kiefer Sutherland, na primeira temporada de 24, iniciando uma vigorosa dinastia de monstros sagrados na série que ainda hoje dura. Lou Diamond Phillips é de facto um actor que se multiplica em inúmeros papéis, seja o xerife da pequena cidade, seja o agente secreto ou o índio a cavalo. Está em todas as frentes e é um verdadeiro homem das artes merecendo daqui da redacção um grande bem-haja que nós cá esperamos as próximas bombas dele.

Reblog this post [with Zemanta]



Novembro 2017
S T Q Q S S D
« Mar    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Useful Links