Archive Page 2

09
Dez
09

Captain America (1990)

Tinham acabado os loucos anos 80, Portugal não vai ao mundial realizado na Itália onde os Panzer Germânicos se vingam da final de quatro anos antes no México. Jim Henson,  Sammy Davis Jr., Greta Garbo e Ava Garner deixam o mundo dos mortais e nos cinemas, na tentativa de comemorar os 50 anos da personagem, sai o filme que hoje aqui trazemos. Embora tenha algumas estrelas no seu elenco e tendo Stan Lee como produtor, bastará aos queridos leitores verem quem estava atrás das câmaras para perceber o tipo de obra que temos pela frente. Albert Pyun lembra-vos alguma coisa? Mas acreditem que a culpa não é só dele. Era eu um jovem, viciado em comics, que lia tudo o que saía dessa fábrica das maravilhas que é a Marvel. Sndo uma empresa que tinha tido alguns trunfos na Tv e tentando dar resposta aos filmes Superman e Batman (propriedade da rival DC), a Marvel tinha já lançado em cinema Conan, qu teve sucesso, mas tanto Howard the Duck, bem como as duas tentativas de impor o Hulk da série no grande ecrã e o Punisher do Dolph Lundgren revelaram-se fiascos. Captain America não ficou atrás, comuns efeitos de chorar a rir, escudo que parecia um freesbee, foi um autentico fiasco nas bilheteiras e levando o actor principal ao limbo das produções de que ninguém ouve falar. E o pior é que nem a história condiz com as origens do homem com um A na testa. De Albert Pyun, com Matt Salinger, Ronny Cox, Ned Beatty, Darren McGavin, Michael Nouri, Scott Paulin, Kim Gillingham, Melinda Dillon, Bill Mumy, Francesca Neri, Carla Cassola, Massimilio Massimi, Wayde Preston, Norbert Weisser e Garette Ratliff Henson.

Fotografia de Paulo Bento ao saber que o Sport Desportivo das Taliscas não o quis contratar

Nem com Glenfiddich 1937 isto marcha


Reblog this post [with Zemanta]
08
Dez
09

Salvador (1986)

Corria o ano de 1986, e antes de Platoon assaltar os cinemas o senhor Oliver Stone lançou Salvador, um filme sobre a guerra civil em El Salvador. Talvez tenha sido rapidamente esquecido, com o sucesso que foi Platoon, e como tal, hoje em dia pouco mencionado é na filmografia de Stone, e injustamente, devo acrescentar. James Woods faz o papel de Richard Boyle, um foto-jornalista, que corria os conflitos do planeta em busca de fotografias que mostrassem a miséria humana e retratassem as guerras no seu horrífico esplendor. Em busca de mais uma história, e por falta de dinheiro, decide viajar com o amigo, Doctor Rock (Jim Belushi), um veterano alcoólico, sempre pronto para a farra, até El Salvador, onde a situação política se deteriora rapidamente, após os Estados Unidos decidirem apoiar o governo militar, na luta contra as milícias marxistas que juntavam o povo, um pouco por todo o país. Um excelente filme, que também serve como exemplo para aquela que tem sido uma das paixões de Oliver Stone, presente um pouco por toda a sua filmografia, que é a América Latina. Recentemente, tivemos o mediático Comandante, e South of the Border. Baseado em factos reais, vividos pelo próprio Richard Boyle, conta ainda com John Savage, Michael Murphy, Elpidia Carrillo, Juan Fernández, Valeria Wildman e Cynthia Gibb.

Junta militar dos Enxames marcha para a anexação da Póvoa da Palhaça na guerra dos três quinze dias.

Reblog this post [with Zemanta]
07
Dez
09

The Scorpion King: Rise of a Warrior (2008)

See how the legend of The Scorpion King began!

Ok, neste momento podem começar a assustar-se. Se na primeira entrega levamos com o “The Rock”, aqui  papamos com um argumento tipo rede de pesca. Prequela do filme The Scorpion King, este direct-to-video, conta-nos a infância e juventude daqule que viria a sero Scorpion King. Filmado na Africa do Sul, vemos a infância de Mathayus, ao querer fazer parte da guarda de honra do rei lá da terra. Derivado ao pai o ter defendido perante o general, o jovem herói perde o pai  jura vingança. Sendo aceite no corpo dos escorpiões negros, treina durante 6 anos, ficando o melhor estudante e quando regressa a casa, procura logo vingança sobre o general que matou seu pai. Depressa descobre que esse mesmo general se tornou rei e é uma constante ameaça. Nosso herói vai então em busca da mítica espada de Dámocles. Sejamos sinceros, a ideia até nem está mal, mas o argumento podia ser melhor, poderia ter existido melhor escolha de elenco e também sejamos francos, custa-me acreditar que a pessoa que esteve por detrás de Highlander seja o mesmo atrás disto. Russell larga o estrume e a cola pica-pau. Acorda para a vida, rapaz. De Russell Mulcahy com Michael Copon, Karen Shenaz David, Simon Quarterman, Tom Wu, Andreas Wisniewski, Randy Couture, Natalie Becker, Jeremy Crutchley, Shane Manie, Chase Agulhas, Pierre Marais, Warrick Grier, Az Abrahams, Vaneshran Arumugam e Mike Thompson.

Depois de dançar o bicho e a dança do tubarão, netinho mostra a dança do espadarte

Reblog this post [with Zemanta]
06
Dez
09

Wyatt Earp (1994)

The epic story of love and adventure in a lawless land.

Como já devem saber aqui na redacção gostamos de todo o tipo de filmes. De vez em quando apetece-nos perder num épico de 191 minutos para libertar a adrenalina acumulada e para isso nada melhor que um western com muita bala disparada e alguns mortos pelo meio. Mas porque falar de Wyatt Earp? Em primeiro lugar, porque é um festival de moustache. Ver tanta estrela com penugem por baixo da nariz dá vontade de rir. Também temos o caso das incoerências da história. Para começar, quando vemos os irmãos Virgil  e James a regressar a casa após a guerra civil, quem regressa é Virgil e Newton (não retratado no filme), em virtude de que James tinha regressado mais cedo após ser ferido na guerra. Josie não era assim tão conhecida no meio teatral e já estava em Tombstone quando Wyatt lá chegou. Quando Wyatt mata o tipo que dispara para o Saloon em Dogde City, estava na realidade acompanhado por James Masterson, irmão de Ed e de Bat e a tentativa de assassinato de Virgil e a morte de James é retratada no filme como se fosse ao mesmo tempo. Estas e outras não verdades, poderiam tirar o apetite ao mais ávido dos cinéfilos, mas tudo vale na 7ª arte. Isto é espectáculo, não lições de história. Costner estava envolvido no projecto Tombstone, mas por divergir com o autor da história, decidiu pegar na ideia e construir o seu próprio filme, mas nem tudo lhe correu bem, em virtude de que nas bilheteiras só ter alcançado 25 milhões enquanto Tombstone, lançado seis meses antes conseguiu 56  milhões. De salientar que Kevin Costner ganhou o Razzie como pior actor e o filme como pior sequela ou remake. De Lawrence Kasdan, com Kevin Costner, Dennis Quaid, Gene Hackman, David Andrews, Linden Ashby, Jeff Fahey, Joanna Going, Mark Harmon, Michael Madsen, Catherine O’Hara, Bill Pullman, Isabella Rossellini, Tom Sizemore, JoBeth Williams e Mare Winningham.

Ouvi dizer que no Saloon Boxinos Till Dawn estava a passar a versão Asylum do 2012? Vamos ver a matiné, Wyatt?

Mais vale ver o programa do Goucha


Reblog this post [with Zemanta]
05
Dez
09

U. S. Marshals (1998)

The cop who won't stop is back. But this time he's chasing down a lot more than a fugitive.

Sequela interessante e em tons espirituais do filme The Fugitive. Não estejam a espera de ver novamente Harrison Ford a procura de outro maneta ou perneta. Aqui a acção é centralizada no perseguidor da 1ª parte. Samuel Gerard (Tommy Lee Jones) é agora o motivo de atenção. Aqui a presa a capturar é nem mais nem menos que Wesley Snipes, que conforme a sua profissão obriga tem mais nomes do que Taças da Champions tem o FCP. Após ser preso num acidente de automóvel e ser levado sob custódia num avião, a vida do nosso mostro sagrado deste mês é posta em perigo por um china man, que provoca a queda do avião onde seguiam, acompanhado claro está pela personagem principal da fita. É então encetada uma fuga espectacular onde por todos os meios, Gerard tenta caçar Snipes. Gostava de realçar aquele sedoso e maravilhoso cabelo que Snipes utiliza na cena do cemitério. De Stuart Baird, com Tommy Lee Jones, Wesley Snipes, Robert Downey Jr., Joe Pantoliano, Daniel Roebuck, Tom Wood, LaTanya Richardson, Irène Jacob, Kate Nelligan, Patrick Malahide, Rick Snyder, Michael Paul Chan, Johnny Lee Davenport, Donald Li e Marc Vann.

Ora aqui temos os charros. Este só é meu, o outro grande é para o pingurso aqui e o pequenito é para downey, que é para não te viciares

Vale a pena deixar de ver a bola e a caneca da cerveja a aquecer para ver isto


Reblog this post [with Zemanta]
04
Dez
09

Demolition Man (1993)

The future isn't big enough for the both of them.

O filme mais explosivo da ultima década. Dois animais da 7ª arte enfrentam-se num confronto mortal. Mas caso não saibam era para ser originalmente Steven Seagal no papel interpretado por Sylvester Stallone e Jean-Claude Van Damme para o papel de Wesley Snipes. Que filme brutal não daria. Mas o problema foi que Van Damme queria o lugar de Seagal e Seagal não quis fazer de vilão. Foram ambos afastados do projecto e foi feito um convite a Jackie Chan para o papel de vilão, que também recusou. Falando da obra, provavelmente o momento mais interessante do livro não aparece na fita, no momento em que Stallone encontra a filha a viver nos esgotos, protegida por um fantástico Denis Leary. De resto, o argumento baseia-se num policia de nome John Spartan (Stallone), que defende a lei a base de balas e de punhos. Do outro lado temos um criminoso brutal, de seu nome Simon Phoenix (Snipes) que espalha o terror por onde passa. Ao ser capturado no início do filme, Phoenix faz com que Spartan fique culpado da morte dos viajantes de um autocarro, provocando que Spartan seja condenado e posteriormente congelado criogénicamente. Passados 36 anos, Phoenix consegue libertar-se da prisão e começa a espalhar o terror novamente pela cidade. É então decidido libertar Spartan para capturar o maníaco. Sandra Bullock entra no filme devido a Lorry Petty ter recusado o papel dias antes do início das filmagens. Jesse Ventura e Rob Schneider também dão um ar da sua graça. É de realçar as pequenas piadas  referencias que vão surgindo no filme, desde a biblioteca presidencial Schwarzenegger, as referencias a filmes como 2001, Scarface, Rambo, Star Trek, Star Wars e a referencia a Jackie Chan. De Marco Brambilla, com Sylvester Stallone, Wesley Snipes, Sandra Bullock, Nigel Hawthorne, Benjamin Bratt, Bob Gunton, Glenn Shadix, Denis Leary, Grand L. Bush, Pat Skipper, Steve Kahan, Paul Bollen, Mark Colson, Andre Gregory e John Enos III.

Ouve lá, isto pode ser o futuro. Mas andar ai vestido numa mistura de papa com sofá é que não pode ser

Arranje um emprego como vendedor de pipocas para ver o filme no cinema

P.S. ; Cá vai mais uma malha para curtirem

Reblog this post [with Zemanta]
03
Dez
09

Passenger 57 (1992)

He's an ex-cop with a bad mouth, a bad attitude, and a bad seat. For the terrorists on flight 163 . . . he's very bad news.

Tenho de confessar que este foi o meu primeiro contacto com o cinema de Wesley Snipes. Na verdade foi este o filme que transformou Snipes no ícone dos filmes de acção. A trama do filme é simples, Wesley é John Cutter, um ex-agente secreto que após tentar parar um roubo, perde a namorada. Dedicando-se agora a treinar tripulações de aviões no combate ao espectro do terrorismo. Sendo convidado para ser vice-presidente da companhia, Cutter apanha o avião 163 para L.A.. Entretanto vemos entrar a bordo Charles Rane, um perigoso terrorista que tinha sido capturado logo no inicio do filme. Ao embarcar, verificamos que Rane mexeu os cordelinhos para ser resgatado do vôo. Logo o inevitável acontece e o resgate acontece, embora caiba a Cutter conseguir travar as intenções de Rane. Em termos de piada, na série Dr. Who, episódio Voyage of the Damned, o Dr. identifica-se como o passageiro 57 quando dá a sua entrada no Titanic, também em Bad Boys quando Burnett ao desarmar um gatuno de automóveis se refere a este título, no jogo Saints Row 2, onde um avião tem o nome Wesley 57. Por curiosidade, numa cena do filme, vemos Snipes a ler o livro de Sun Tzu, Art of War, curiosamente o título do filme que Snipes iria fazer 8 anos depois e este era o filme escolhido pelo canal Starz Entertainment Group para a noite do dia 11 de Setembro de 2001. Pelos motivos óbvios o filme foi cancelado. De Kevin Hooks, com Wesley Snipes, Bruce Payne, Tom Sizemore, Alex Datcher, Bruce Greenwood, Robert Hooks, Elizabeth Hurley, Michael Horse, Marc Macaulay, Ernie Lively, Duchess Tomasello, William Edward Roberts, James Short, Joel Fogel e Jane McPherson.

Bolas, os gajo do fisco já cá chegaram. Será que me disfarçar de Bombeiro não me vão conhecer?

Vale a pena deixar de ver a bola e a caneca da cerveja a aquecer para ver isto


Reblog this post [with Zemanta]



Julho 2017
S T Q Q S S D
« Mar    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Useful Links