Archive for the 'Direct to Video' Category

14
Dez
09

Megafault (2009)

Chegou o filme catástrofe do ano. Pela primeira vez uma aliança entre os estúdios The Asylum e o canal Syfy foi assinada e o resultado é Megafault. Tudo em redor desta super-produção foi planeado ao pormenor. O realizador é nada mais nada menos que David Michael Latt, o homem forte e co-fundador da Asylum. As estrelas foram escolhidas a dedo. Brittany Murphy no papel de uma sismóloga que é apanhada no meio de um gigantesco terramoto que afecta os Estados Unidos; Eriq Lasalle no papel de um perito em explosões que está a demolir uma montanha, mesmo no epicentro do sismo e ainda Bruce Davison como consultor da FEMA. Com um elenco destes só se podia esperar um sucesso e Megafault não desiludiu, sendo o filme mais visto de sempre nos últimos dois anos e meio na história do Syfy com mais de 2.5 milhões de espectadores. Eu confesso a minha atracção por filmes que contenham o prefixo mega incluído no título. É sempre um excelente prenúncio e normalmente quer dizer que podemos ver coisas grandes que não existem, que no fundo, é um dos benefícios do cinema. Neste caso Megafault é um gigantesco terramoto que ameaça partir os Estados Unidos ao meio e que só pode ser parado com recurso a uma arma que parece tirada de um filme do 007. Algum uso de clichés aqui e ali, ocasional lipsync, muito CGI e explosões de fazer inveja a Michael Bay e até referência a um super vulcão (para estar em sintonia com o mega terramoto) que não vai poupar nada nem ninguém. Altamente recomendado.

Bombardeamentos ordenados pelo General Catita das forças de libertação da Póvoa da Palhaça, durante a guerra dos três quinze dias.

Vale a pena deixar de ver a bola e a caneca da cerveja a aquecer para ver isto


Reblog this post [with Zemanta]
07
Dez
09

The Scorpion King: Rise of a Warrior (2008)

See how the legend of The Scorpion King began!

Ok, neste momento podem começar a assustar-se. Se na primeira entrega levamos com o “The Rock”, aqui  papamos com um argumento tipo rede de pesca. Prequela do filme The Scorpion King, este direct-to-video, conta-nos a infância e juventude daqule que viria a sero Scorpion King. Filmado na Africa do Sul, vemos a infância de Mathayus, ao querer fazer parte da guarda de honra do rei lá da terra. Derivado ao pai o ter defendido perante o general, o jovem herói perde o pai  jura vingança. Sendo aceite no corpo dos escorpiões negros, treina durante 6 anos, ficando o melhor estudante e quando regressa a casa, procura logo vingança sobre o general que matou seu pai. Depressa descobre que esse mesmo general se tornou rei e é uma constante ameaça. Nosso herói vai então em busca da mítica espada de Dámocles. Sejamos sinceros, a ideia até nem está mal, mas o argumento podia ser melhor, poderia ter existido melhor escolha de elenco e também sejamos francos, custa-me acreditar que a pessoa que esteve por detrás de Highlander seja o mesmo atrás disto. Russell larga o estrume e a cola pica-pau. Acorda para a vida, rapaz. De Russell Mulcahy com Michael Copon, Karen Shenaz David, Simon Quarterman, Tom Wu, Andreas Wisniewski, Randy Couture, Natalie Becker, Jeremy Crutchley, Shane Manie, Chase Agulhas, Pierre Marais, Warrick Grier, Az Abrahams, Vaneshran Arumugam e Mike Thompson.

Depois de dançar o bicho e a dança do tubarão, netinho mostra a dança do espadarte

Reblog this post [with Zemanta]
29
Nov
09

Jack Hunter and the Star of Heaven (2009)

No capítulo final da saga, Jack Hunter, parte em busca da segunda parte que compõe o artefacto que dá nome ao filme, the Star of Heaven, e desta vez a aventura começa na Bulgária e acaba na Turquia. Pelo meio tem menos acção que os anteriores, rodando a um ritmo mais baixo ao que a saga nos tinha habituado, mas conseguimos perceber que o orçamento desta vez foi todo gasto nos últimos minutos, em CGI, naquele que é o climax da trilogia. O elenco regressa em peso, com Thure Riefenstein a ter mais tempo de antena, na pele do maquiavélico germânico Albert Littmann. Nadia (Joanne Kelly) e Tariq (Mario Naim Bassil) continuam a acompanhar Jack na aventura, e desta vez junta-se a eles Fuad Antaki (Mert Yavuzcan) um ex-namorado de Nadia.  Com a ajuda da NSA liderada por Liz (Susan Ward) Jack eventualmente vai conseguir encontrar o artefacto e salvar o mundo da destruição ou destino parecido. Deixo só mais um comentário final à trilogia, que é muito agradável, e foi uma surpresa a forma por vezes extremamente profissional que não esperaria encontrar neste tipo de produções que são feitas com pouco orçamento. Realizado por Terry Cunningham, conta ainda com Teoman Kumbaracibasi no papel do líder da máfia russa, Petrovsky.

Grupo de Teatro Amador dos Vales do Rio encenando a última cena do Senhor dos Anéis

Vale a pena deixar de ver a bola e a caneca da cerveja a aquecer para ver isto


21
Nov
09

Jack Hunter and the Quest for Akhenaten’s Tomb (2008)

jack hunter 2

Das profundezas das produções série C americanas chega a segunda parte das aventuras de Jack Hunter. O arqueólogo/caçador de tesouros regressa na busca pelo tesouro de Ugarit, imediatamente onde o primeiro episódio nos deixou. Desta vez o palco da acção muda-se com armas e bagagens para o Egipto, e na terra dos faraós, Jack Hunter (Ivan Sergei), Nadia Ramadan (Joane Kelly) e Tariq (Mario Naim Bassil) vão encontrar Lena Halstrom (Alaina Huffman), uma ex-companheira de aventuras que encontra um obelisco que lança novas pistas sobre a localização do lendário tesouro. Podem contar ainda com o némesis Albert Littmann (Thure Riefenstein) que vai complicar a missão de Jack, a sempre bem vinda máfia russa e um culto egípcio ao faraó Akhenaten. Se conseguirem passar para além dos erros factuais, de alguns maus actores que inevitavelmente nos agraciam com a sua presença nestas produções, as aventuras de Jack Hunter até cumprem na perfeição o propósito de entreter a malta durante pouco mais de hora e meia. Realizado por Terry Cunningham conta ainda com Susan Ward, Tuncel Kurtiz, Sinan Tuzcu, Mehmet Polat, Alper Kul e Savas Özdemir.

jackhunter2_still

Deixa cá ver se consigo descobrir onde andam as vinhas. Prometeram-nos tinto e branco nesta viagem e a única coisa que vejo é camelos...

Vale a pena deixar de ver a bola e a caneca da cerveja a aquecer para ver isto


Reblog this post [with Zemanta]
18
Nov
09

Shriek If You Know What I Did Last Friday The 13th (2000)

MV5BMTI4NjM0MjExNV5BMl5BanBnXkFtZTYwNjQwMDk4._V1._SX281_SY400_

Lançado directamente para video no mesmo ano em que saiu o Scary Movie, Shriek If You Know What I Did Last Friday the 13th, é talvez desconhecido para muitos. Seguindo o mesmo formato do filme anteriormente mencionado, este pedaço de fita tenta retratar, em forma de paródia,  filmes famosos como Scream, Friday the 13th, I Know What You Did Last Summer e Shrek. A meu ver, está melhor conseguido que Scary Movie e ainda por cima têm melhores motivos para ser visionado. De John Blanchard, com Aimee Graham, Chris Palermo, Kim Greist, Harley Cross, Simon Rex, Coolio, Danny Strong, Julie Benz, Majandra Delfino, Steven Anthony Lawrence, Tiffani Thiessen, Martin Diggs, Tom Arnold, Mink Stole e Rose Marie.

Caloiro tu vais lamber a minha............ gata. É de raça tigre siberiano

Reblog this post [with Zemanta]
11
Nov
09

AVH: Alien vs. Hunter (2007)

AVH_aff

Battlezone Earth

Aqui está o que é. Mockbuster a sair fresquinho, com mais de dois anos de garantia. Qualidade Asylum, da boa. Para aqueles que já estão a imaginar o que para aqui estará guardado, é a mesma coisa que o AVP, mas com a qualidade que a produtora Asylum já nos habituou. Não estejam à espera de pirâmides, gelo e Lance Henriksen. Esperem Aliens que parecem mistura daquela coisa esquisita do Alien 4 com o Tarados de 8 Patas. O Hunter é um cocktail explosivo de Predador com o Homem de Lata do Feiticeiro de Oz. De resto, vamos ver esgotos e uma soalheira mata, a fazer lembrar o Alentejo. De Scott Harper (nome que devemos ter em conta para o futuro), com William Katt, Dedee Pfeiffer, Wittly Jourdan, Randy Mulkey, Jennifer Couch, Jason S. Gray, John Murphy Jr., Kevin Kazakoff, Philip Bak, Josh Tessier, Matthew Bolton, Collin Brock, Darbi Gwynn, Aaron Council e Rob Filson.

avhpic2

Foto de arquivo de Marante aquando da sua digressão com os Blasted Mechanism

Nem com Glenfiddich 1937 isto marcha


Reblog this post [with Zemanta]
08
Nov
09

Jack Hunter and The Lost Treasure of Ugarit (2008)

jack_hunter_and_the_lost_treasure_of_ugarit

Uma produção série C com Ivan Sergei num papel de clone de Indiana Jones parece perfeita para uma tarde da TVI, e é mesmo, não querendo com isto dizer que não é divertido. Este primeiro filme de Jack Hunter é bem melhor do que estava a espera, e bem melhor que o último Indiana Jones também. Também mete russos e alemães ao barulho, numa trama que não fica resolvida e que continuará para a sequela. A aventura de Jack Hunter (Ivan Sergei) começa com um roubo de uma antiga placa de pedra num museu de Paris, que Jack traz a Frederick Shaffer (Sean Lawler), o seu mentor na California. Mais tarde, o assassinato de Frederick e o roubo da placa levam Jack a viajar para a Síria, onde se passa o resto da acção, e onde conhece a miúda do filme, Nadia Ramadan (Joanne Kelly), Tariq (Mario Naim Bassil), o idiota que faz a parte anedótica do filme e reencontra o seu némesis Albert Littmann (Thure Riefenstein). A ver para quem gosta de aventuras ao estilo de Indiana Jones, mas ficou desiludido com o último. Pelo menos aqui ninguém precisa de se sentir mal com os milhões gastos no orçamento. Realizado por Terry Cunningham, conta ainda com Susan Ward e Muhammed Cangoren.

Picture 1

Há quem goste de Star Wars, de Star Trek, mas eu gosto mesmo é do Stargate. Cuidado Richard Dean Anderson que ainda te vou tirar o lugar.

Vale a pena deixar de ver a bola e a caneca da cerveja a aquecer para ver isto


Reblog this post [with Zemanta]



Maio 2017
S T Q Q S S D
« Mar    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Useful Links