02
Abr
09

BloodRayne (2005)

bloodrayneposter051205

Revenge never tasted so sweet

Andam para ai a dizer que o Uwe Boll não sabe fazer filmes? Ele é um mestre e a prova é Bloodrayne. Este filme tem de tudo: sexo, sangue, porrada, sangue, romance, sangue, lutas subaquáticas, sangue, argumento, sangue, grandes actores e montes de sangue. O que querem mais. Kristanna Loken é Rayne, semi-vampira (uma versão muito sensual de Blade) que decide se vingar de seu pai Kagan (Sir Ghandi Ben Kingsley). Ao falar com a mulher que lê a fortuna (Geraldine Chaplin), descobre que uma maneira de derrotar seu pai é descobrir o talismã olho. Guardado por Udo Kier, este conta a Rayne que existem mais dois talismãs, costela e coração (se assim continuamos isto ainda vira cozido à portuguesa ou almoço de matação). Ainda com as presenças de Michael Madsen, Michael Paré, Meat Loaf, Michelle Rodrigues e Billy Zane, Bloodrayne é espectáculo visual em tons de vermelho. Acreditem que o xarope de milho esgotou em 300 km em redor do local das filmagens. O mestre sabe sempre o que faz (excepto quando bebe umas jolas e faz coisas destas)

uwe-boll-thumbs-up

Nem com Glenfiddich 1937 isto marcha


Reblog this post [with Zemanta]
Anúncios

0 Responses to “BloodRayne (2005)”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


Abril 2009
S T Q Q S S D
« Mar   Maio »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Useful Links


%d bloggers like this: